14 de out de 2012

1

contos da disney

hey girls, quem não gosta de contos da disney?
quando eu era menor eu amava A Bela e a Fera bem, eu ainda amo,
mais quem nunca gostou da disney, eu me sinto maravilhada em ver estes contos,
porque eu me lembro de quando eu era pequena, eu chorava muitas vezes com as tragédias Kk mais ai vai,
para vocês relembrarem desses momentos, eu vou deixar um desenho aqui para vocês, como eu disse antes o meu favorito é A Bela e a Fera então ai vai ele.
O desenho fala de um príncipe 
Na França um príncipe belo porém arrogante morava em seu reluzente castelo cercado por seus fiéis criados. Em uma gélida noite de inverno, uma velha mendiga bateu na porta do príncipe, oferecendo uma singela rosa em troca de abrigo para se proteger da neve e do frio. O príncipe enojado pela aparência da velha recusa a oferta e a manda ir embora. Ela o aconselha a não deixar-se enganar pelas aparências externas, pois nem tudo é o que parece. Quando o príncipe voltou a expulsá-la, ela se transformou em uma bela feiticeira. O príncipe tentou pedir perdão, mas era tarde, ela já havia percebido que não havia amor no coração dele, e para castigá-lo transformou-o em uma fera horrenda. A feiticeira lançou uma maldição no castelo e em todos os que lá viviam. Horrorizado por sua monstruosa aparência a Fera se confinou no castelo com um espelho mágico, que era sua única janela para o mundo exterior. A rosa oferecida pela mendiga era encantada e iria florescer até o 21ª aniversário do príncipe. Até lá se ele amasse e fosse correspondido o feitiço se quebraria, senão ele estaria condenado a permanecer Fera para toda a eternidade. Com o passar do tempo ele perdeu as esperanças pois quem seria capaz de amar uma Fera? Dez anos mais tarde uma bondosa jovem chamada Bela mora com seu pai, Maurice, numa aldeia na província. Bela é uma jovem amante dos livros que sonha com um príncipe disfarçado, duelos de espadas, muitas aventuras e etc... Ela é considerada excêntrica pelos demais moradores da aldeia que acham seu pai um cientista maluco. Gaston é um belo porém arrogante rapaz que deseja ardentemente casar-se com Bela. Mesmo que as Bimbettes e muitas outras jovens suspirarem por Gaston, Bela o acha arrogante, tolo. Uma invenção de Maurice é bem sucedida, e ele parte em viagem a uma feira. Maurice e Philipe, seu cavalo, por infortúnio perdem-se na floresta e são atacados por lobos ferozes e famintos. Philipe foge e Maurice entra no castelo da Fera. Os criados do príncipe foram transformados em objetos encantados como Lumiére, o festivo e extrovertido maître do castelo da Fera, apaixonado por Babette, uma camareira transformada em um espanador, Horloge, o severo e pomposo mordomo transformado em relógio de pêndulo, a maternal governanta Madame Samovar e seu Zip, respectivamente um bule e uma xícara de chá.

Na França um príncipe belo porém arrogante morava em seu reluzente castelo cercado por seus fiéis criados. Em uma gélida noite de inverno, uma velha mendiga bateu na porta do príncipe, oferecendo uma singela rosa em troca de abrigo para se proteger da neve e do frio. O príncipe enojado pela aparência da velha recusa a oferta e a manda ir embora. Ela o aconselha a não deixar-se enganar pelas aparências externas, pois nem tudo é o que parece. Quando o príncipe voltou a expulsá-la, ela se transformou em uma bela feiticeira. O príncipe tentou pedir perdão, mas era tarde, ela já havia percebido que não havia amor no coração dele, e para castigá-lo transformou-o em uma fera horrenda. A feiticeira lançou uma maldição no castelo e em todos os que lá viviam. Horrorizado por sua monstruosa aparência a Fera se confinou no castelo com um espelho mágico, que era sua única janela para o mundo exterior. A rosa oferecida pela mendiga era encantada e iria florescer até o 21ª aniversário do príncipe. Até lá se ele amasse e fosse correspondido o feitiço se quebraria, senão ele estaria condenado a permanecer Fera para toda a eternidade. Com o passar do tempo ele perdeu as esperanças pois quem seria capaz de amar uma Fera? Dez anos mais tarde uma bondosa jovem chamada Bela mora com seu pai, Maurice, numa aldeia na província.
Bela é uma jovem amante dos livros que sonha com um príncipe disfarçado, duelos de espadas, muitas aventuras e etc... Ela é considerada excêntrica pelos demais moradores da aldeia que acham seu pai um cientista maluco. Gaston é um belo porém arrogante rapaz que deseja ardentemente casar-se com Bela. Mesmo que as Bimbettes e muitas outras jovens suspirarem por Gaston, Bela o acha arrogante, tolo. Uma invenção de Maurice é bem sucedida, e ele parte em viagem a uma feira. Maurice e Philipe, seu cavalo, por infortúnio perdem-se na floresta e são atacados por lobos ferozes e famintos. Philipe foge e Maurice entra no castelo da Fera. Os criados do príncipe foram transformados em objetos encantados como Lumiére, o festivo e extrovertido maître do castelo da Fera, apaixonado por Babette, uma camareira transformada em um espanador, Horloge, o severo e pomposo mordomo transformado em relógio de pêndulo, a maternal governanta Madame Samovar e seu Zip, respectivamente um bule e uma xícara de chá.

Um comentário:

  1. eu tbm AMO a Bela e a Fera, Bela é uma das minhas princesas favoritas, depois da Ariel é claro ;)

    ResponderExcluir